Poesias

Nossa Utopia            

Templárias!?

Antes de amar a inteligência, o que mais amo são as mulheres!
Antes de amar a inclemência, amo mais à demência?
Antes de amar filosofias, amo mais as putas e suas putarias!
Antes de amar as negritudes, amo mais inteligência e boas atitudes!

Demências não, sabedorias sim!
Faria, “Antropofagia”, se delas fossem os gostos!
Muito sexo, sem protestos, muitos incestos!
Muita endogamia, que talvez potencialize nossos gostos!

Incestuosos é o que somos!
Eis nossos gritos de protestos,
Ante à proibição dos incestos,
Não comemos quem mais amamos?

Somos como tratores!
Esmagamos ervas daninhas!
Qual moenda à farinha! Nunca perdoamos!
Somos mentores, construindo templos e empreendimentos definitivos!

Para as Templárias, sim para Elas!
Compomos as mais lindas orações!
Para as sedentas de gozo em Néctar!
Ratificamos belas emoções!

Somos muito egoístas, o mundo só vale à pena se for nosso!
Não que queiramos, deixar destroços, não somos suicidas!
Mas estes são os nossos votos!
Mas estas são as nossas sacro santas lidas!

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 10/04/2005


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com