Poesias

Bizarros Sinistros

Hora devo pairar sob o voo do Condor, pelos rastros das Hienas, pelas trilhas dos hominídeos primitivos, pelos golpes do Machado bronco ao Tronco, pelo ronco da que ronca e fuça, sentindo o flagelo e a dor de todos os Humanos, mas percebendo nisso tudo, com muita ternura, amor e carinho o sorriso de uma criança, a beleza de uma fêmea humana!    


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com