Poesias

Poetas Assassinados

Por traz do Capital Norte Americano encontrava-se o Capital Especulativo Internacional Aristocrático-religioso; construindo paradigmas dignos de sua própria essência, em excrescência, pederastia, mel, fel e cicuta. Assassinato de todos os poetas intelectualizados do mundo que versassem as verdades, até dentro de seu próprio povo, sábios e cultos, com o intuito, não mais secreto de se perpetuarem no poder, matando à ordem do ódio, da cobiça, do etnocentrismo, do sectarismo, do genocídio equivocado, da ultra-pederastia; utilizando-se de assassinos profissionais prostituídos de diversas classes sociais e de trabalho, inclusive intelectuais e principalmente militares e grupos de extermínio; incapazes de pensar na articulação de um mundo melhor, o nosso mundo que hora implantamos, excluindo-se hoje em dia do seu âmago interior e de sua essência por pertencerem à um passado de genocídios e atrocidades em nome da manutenção do dinheiro e do poder em suas mãos, ignorantes da providência natural divina que tudo controla sorrateiramente (mutação,seleção,evolução), a qual tentaram imbecilmente aniquilar como se pudessem ir de encontro à Natureza do Homem e pudessem jogar contra ela, quebrando o paradigma Natural da Evolução e implementando o paradigma religioso da Involução, ignorantes da miséria da hora de passagem, na qual nem mesmo o Espírito se leva, os dito aristocratas-capitalistas-selvagens que os chamo de devoradores de pica vorazes, hora não nos servem mais de empecilho. Aos golpes do machado bronco, derrubou-se a alma do velho tronco, que teve de ser cercado e podado para que nós vivamos e o passado que se adeque ao que nós os imputarmos ou então feneça!         


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com