Poesias

Teorias            

Expeculações sobre Investimentos da Bolsa!

O papa investia na bolsa!
Vários clérigos!
Vários poetas, músicos, artistas!
Praticamente todos os filósofos, psicanalistas!
The Chamber of Lords of the Royal Society!
Estudantes de Cambridgy e Oxford!
Parentes próximos e muito próximos!
Antepassados!
E humanos, em todas as eras do nosso histórico evolutivo!

Certa feita estava na Bolsa fazendo investimentos numa companhia!
A representante desta companhia investidora, insistiu veementemente,
Para que eu participasse em alguns investimentos em ativos nos fundos,
De ação do banco ao qual eu era um dos sócios!

Confesso que os investimentos de Sandra ( Sondra a Extranha, apelido carinhoso que lhe dei ), a investidora, provocaram-me um certo prazer, um ganho de capital!

Ela me confessou que gostava mais de fazer aplicações na bolsa com seu investidor português oficial do que comigo, um investidor esporádico. Ela contou-me que seu investidor era muito agressivo e visionário nas aplicações que eles faziam nos fundos!

Senti prazer, no ganho de capital na bolsa!
Ganhar dinheiro é erógeno, mas fiquei muito constrangido e não permiti que ela pegasse meu capital que estava em suas mãos e bocas e investisse nos fundos.

Sandra era Norte Americana e não achei conveniente, uma Americana fazer investimentos numa bolsa estrangeira, neste nosso caso particular, a bolsa de Tóquio.

Acho que se voltar a conhecer uma nova investidora mista, feminina, é claro, pois em questões de capital, só confio em mulheres, se ela quiser me incentivar à fazer aplicações em fundos, acho que vou deixar o constrangimento de lado, e permitir, arriscar, pois acredito piamente que entre um investidor e sua companhia, tudo é possível!

Com outros investidores, companhias de capital simples ou misto, jamais permitiria investimentos em fundos mesmo que isso me provocasse ganhos de capital, mesmo porque não me envolvo em nenhum tipo de investimento com estes outros tipos de companhia, por questões de estética e genéticas.

Do contrário, perderia o amor próprio, perderia o auto respeito, o orgulho de ser capitalista selvagem, a umbridade, a vergonha, a auto estima, os valores morais e éticos, minha virtude e etc...
Decepcionaría-me!
E no pior de tudo, decepcionaria e perderia a confiança das investidoras das ações de minha companhia!
Perderia meu capital e me suicidaria!

Por tanto, investimentos em fundos, na bolsa, só com mulheres, muito menos agressivas, se forem dos seus gostos fazerem estes tipos de aplicação!

De mais de 300 companhias investidoras, só conheci uma de companhia mista, que ainda não tinha se decidido se investiria em ações da Avon e me questionava muito sobre isso, eu a incentivava dizendo-lhe que era uma boa companhia e que eu poderia ajudá-la neste tipo de investimento, que gostava de fazer investimentos em fundos, este deve ser um fenótipo raríssimo na natureza! 
 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 10/04/2005


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com