Poesias

Sacras            

A Aristocracia Intelectual!

A elite econômica encontra-se em franca decadência como instituição legítima, pois agora, e já à algum tempo, estamos vivendo na era da informação ( essencialisada  para o intelecto ) onde grande valor terá um sábio feto muito mais do que um velho endinheirado. Trata-se da transição da sociedade monetarista como estrutura de poder para a sociedade intelectual-matriarcal-monetarista.

A sociedade que hoje floresce está se tornando muito mais inteligente e culta se comparada à sociedade aristocrático-econômica; visto que de nada vale o dinheiro na mão de quem carrega uma mente incoerente e de inteligência reduzida, que mal sabe  fazer mal uso deste poder, decadente, sem salvar vidas, sem salvar gente, fruto do que não é sábio, do que não é moralmente correto.

Coerência é valorizar os sábios cérebros, os líderes humanistas que conduzirão harmoniosamente a humanidade para o bem comum, pois na verdade não há mais espaço para a mesquinhez purista e interpretações burras que enxergam virtuosidade numa moeda de metal em detrimento da sociedade humana.

A bestialidade purista e capitalista que diz: “Tudo deve ser regulado pelo mercado”  é uma interpretação limitada da teoria evolucionista. Desta forma não haverá jamais justiça, não haverá jamais igualdade primária, fraternidade e socialização. De que vale toda a carne na mão de poucos? Não poderá ser consumida e apodrecerá em carniça! De que vale a fome vilã de muitos?

Seres inteligentes, sábios, jamais, permitiriam esta discrepância, esta desumanidade ignóbil. Novos líderes humanistas conduzirão nossas sociedades pelos caminhos das sombras, da coexistência e da fraternidade. Caminhos evolucionistas sim, monetaristas não. Afinal nada resta, só o pó e as obras que deixares sobre a face da terra!

Só pode ser burrice, só pode ser incapacidade intelectual, valorizar dinheiro à vidas, valorizar ideologias à vidas, valorizar deuses à vidas, valorizar religiões à vidas, valorizar endinheirados à cérebros verdadeiramente construtivistas, artísticos, poéticos, filosóficos, cientificistas, inteligentes e humanistas.  

Está no fim a era da parca sabedoria, estão contados os dias da falsa aristocracia ( econômica ) que malmente sabe assinar o seu próprio nome e  que não compreende a necessidade de do pobre matar a fome, que não entende a bestialidade de acumular porcarias que não lhe farão companhia na passagem desta para a imortalidade.

Não há mais espaço para a burrice, não há mais espaço para a macaquice, não há mais espaço para puritanismo, não há mais espaço para os irrealistas desprovidos da ciência do saber.

Pois o ser que só serve às alegorias não merece os arquétipos do poder. Pois o ser que não reconhece igualdade de direitos, não tem no peito força e coesão, não tem coragem de dividir, não sabe ver noutro ser um irmão; ele prefere jogar fora o pão que lhe sobrou à matar a fome de quem sofre de inanição.

A nova elite que se insurge como Flor de Lótus não é fatalista, não é finalista. É evolucionista pois lê o que merece ser lido, escreve, estuda, ensina, divulga, divide, ama, compreende, entende, sorri, chora, se choca, se emociona, é crítica e autocrítica, é humilde e principalmente humana. 

Ela sabe que todos os seres humanos podem desenvolver suas potencialidades intelectuais à partir do conhecimento, de uma boa educação, de uma boa alimentação, saúde, família, escola e da informação essencial e principalmente das verdades irrefutáveis da natureza hoje contabilizadas pela nossa amada ciência.

A elite legítima, intelectual que aflora nesta nova sociedade, a sociedade da informação, não nega a quem deseja viver nos seios da ilusão, na salvação dogmática para todos os problemas como num passe de mágica, respeito às religiões, acata as crenças, mas avisa: prestem mais atenção à ciência pois talvez este seja o único caminho para a desalienação!  

Resolvam pelos céus as suas carências afetivas, emocionais, econômicas, humanísticas, sociais para que possamos enfim nos dedicarmos à construção deste novo mundo, onde humanos não se matarão mais por dinheiro, onde humanos não se matarão por divergências religiosas, onde humanos não se matarão por mentiras, onde humanos não se matarão por omissão, onde as verdades naturais imperarão e todos nós seremos cúmplices do bem estar social de todos os povos de natureza, nossa mãe, nossa origem!

Já foi provado que por baixo do manto das três grandes etnias ( os mongóis, os brancos e os negros ) corre o mesmo rio de sangue, repousa o mesmo conjunto de carnes e ossos, encontram-se as mesmas cadeias de DNA, crescem as mesmas raízes que são as bases do único tronco ancestral. Não é possível que qualquer ser que queira estar bem informado, desconheça e não assimile, mesmo que intuitivamente, os fundamentos da teoria da evolução. O conhecimento profundo cabe aos estudiosos desta área, mas o básico cabe a todos nós...

A aristocracia intelectual não pode negar mais o direito às mulheres de participarem intelectualmente desta aristocracia, ensinando-as quais são os verdadeiros mecanismos que lhes transmitirão os arquétipos biológicos de poder advindos da superação de suas capacidades cognitivas. Ou seja para que as mulheres se tornem mais inteligentes e passagem a dominar o mundo, elas só devem procriar com machos alfa, eliminando por vez os machos beta e gama dos processos reprodutivos!

A história antropológica do homem deve ser difundida, o conhecimento essencial deve ser legado de geração em geração para que possamos construir cada vez mais uma sociedade ( utópica no passado ) que demonstrará definitivamente o domínio do homem ao seu cérebro, o domínio do homem aos seus instintos, o domínio do homem à Natureza, o domínio do homem à natureza de sua Natureza, e a implantação definitiva dá ética e da moral dos mais inteligentes, da sabedoria, da inteligência sobre o ininteligível, de do humanismo nesta nova sociedade que se forma regida eternamente pela Aristocracia Intelectual!

Autor: Eduardo Gomes
Data: 31/07/2002


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com