Poesias

Realistas            

Frozinha

A minha frô é bonitinha.

A minha frô é uma frozinha.

O meu amô é uma cordinha.             

Teu coração está na minha.

 

A minha frô tá no jarinho.

O meu amô tá no colinho.

O teu calor é o meu foguinho.

A minha frô tem perfuminho.

 

Pra teu bouquêt, dou minha frô.

Pro coração, o meu amô.

Pra emoção, o meu calô.

 

Pra tua janela, ó Cinderela.

Pra tua canela, ó perfumela.

Pra tua cautela, minha panela.

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 30/03/2001


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com