Poesias

Politizadas            

Horda Migratória

No céu um azul de anil

Nos pés sandálias ao chão

E a turba de clamor pueril

Docemente embala a caixa, o caixote e o caixão.

 

Cantando entoam toadas

Andando cantarolam uma canção

Que não lhes escondem as mágoas

As fráguas de uma oração.

 

Há como podem viver a passear

Tendo por lar todas as pedras do chão

Donde vai este povo a cantar.

 

Caminhar nesta imensidão

E os desertos, poeiras de dor.

Não destroem os seus versos de amor.

Autor: Eduardo Gomes
Data: 09/08/2002


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com