Poesias

Poetas            

Soneto a Augusto dos Anjos!

Sofista dos necrófilos carcomidos,

Visionário do relicário futurista,

Partidário do inventário dos decompostos,

Caricaturista dos processos finalistas.

 

Dos riscos de sua pena sangrenta,

Aos vícios que qualquer terra sustenta,

Transcreveste com inigualável alegoria,

A mortalidade de nossas fantasias.

 

Anarquista das liras e dos poemas,

Carrasco das mais doces ilusões,

Enterrastes com teus versos singulares,

 

Os altares que sustentavam nossos mitos.

No acesso do mais lúcido dos budistas,

Representas com destreza os sofistas.

Autor: Eduardo Gomes
Data: 11/08/2001


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com