Poesias

Don Giovanni            

Comunhão

 

Que este momento nunca acabe

E que o nosso ato perdure

Na carne e na alma

Sedentas de desejo

 

Na loucura de te possuir

Na nossa cama

Provando de ti

Teu sabor

 

E o que tens de mais íntimo.

Eu te clamo amor, fique!

E que uma nova noite surja

 

Para o nosso deleite

Nosso prazer

Nossa comunhão.

Autor: Eduardo Gomes
Data: 03/10/2002


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com