Poesias

Sensuais            

Tu Sentes

Quando o cérebro atinge

A idade da razão

Quem sobrevive?

Quem não se comove?

 

Quando a flor nos toca

Num ato de emoção

Quem do corpo não destingue,

A beleza da proteção?

 

Quando hora acaricio,

Tua vagina suavemente,

Quando a língua te sente...

 

Quem dirá: não é possível,

Construir no coração,

O Sentimento mais forte sequer imaginado?...

 

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 10/04/2003


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com