Poesias

Confessionais            

Confissões de Adolescente!

O que abomino nos outros

Não abomino em mim

Visto que

“Tudo posso naquela que me fortalece!”

 

Mentira, vaidade, egocentrismo, crítica...

Virtudes de mim

Boa prática

Num campo de centeio uma nova tática

 

Tático ou não estático

Impálido rubro

Sanguíneo sanguinário

 

O canto de um canário

O Rouxinol, As Cotovias...

As mais lindas poesias de amor.

Autor: Eduardo Gomes
Data: 15/02/2003


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com