Poesias

Realistas            

Na Calda do Cometa

Na outra face do planeta,

Um cometa surgiu,

Como um raio que partiria,

Todo o flagelo humano!

 

Sua luz de um azul indescritível,

Pousou por sobre o monte,

Iluminando todas as mentes,

Exorcizando toda miséria!

 

Sua matéria tal qual brilhante,

Fecundou na rocha pura,

Uma idéia, uma loucura,

 

Numa seita delirante,

Que com seu profeta partiu,

Num suicídio intergaláctico!

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 06/02/2003


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com