Poesias

Politizadas            

Menino Jesus

Era um povoado triste,

Tórrido, desértico, calado,

Na terra, corpos cansados,

Enxadas sem condição...

 

Nem a palma restava,

Barrigas miseráveis roncavam,

Crianças nutriam-se de crença,

Comida; vaga lembrança...

 

Mas este povo sorria,

Há de vir alegria,

Há de restaurar-se o amor!

 

Quando, do nada, surgiu,

Uma barriga que pariu,

Lula do povo o clamor...

Autor: Eduardo Gomes
Data: 02/01/2003


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com