Poesias

Surrealistas            

Submergir

Triste inconsolavelmente triste

Pálido meu rosto pálido

Num pranto mais profundo que existe

Deságua toda a mágoa de não te Ter

 

Visível, está claro no meu rosto...

Desgosto de viver sem ti

Indivisível meu espírito do teu

Não há espaço para nós

 

Uma ponte nos separa

Tenho medo de suas estruturas

Aço e amargura

 

Amarras tão enferrujadas

Impregnadas de descrença

Submersas...

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 06/02/2003


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com