Poesias

Bizarros Sinistros            

Trevas!

Quando o vento não mais soprar,

E nos teus pulmões não mais fluírem,

Nada há mais de existir!

Nada há mais de despertar!

 

Quando as trevas pairarem sobre o teu corpo,

E o inverno glacial te perseguir,

Nada mais haverás de conjecturar,

Sobre as sendas do existir...

 

Eis a mais tétrica questão!!!

Por que morrer???

Por que não???

 

Não há resposta!!!

Só ressentimento?!

Não há alento! O que resta é bosta...

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 08/08/2012


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com