Poesias

Sensuais            

U'a Negra!

Vagava sorrateiro noite à dentro,
Entre os pios da coruja, espreitava,
U’a Negra, perfumada de coentro,
Erro meu, no seu percalço, me deleitava!

E os gemidos que sorvemos ao tocarmo-nos,
Estarreceu do Pelourinho à Freguesia,
Na nossa sede de prazer não saciávamo-nos,
E neste enlace enalteceu-se a putaria!

Nobre quem? Escravo quem? A minha desgraça!
Apaixonei-me pela negra, na trapaça,
Dos trocados que a bendita me cobrou!

Senti-me perdido, entristecido com o desfecho,
Dum amor comprado, de carícias vadias,
Para um poeta que entregou-se plena mente!

Autor: Eduardo Gomes
Data: 25/10/2005


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com