Poesias

Capital Especulativo            

Carne de Porco?

Estava outro dia chupando o tutano dum pé de porco duma feijoada da Dádá!

E questionei-me, porquê os Judeus não comem iguarias tão saborosas?

Limitam-se a comer salsichas e hamburgers!

Não falo só do pé, não, falo do porco inteiro!

Uma carne de porco defumada é algo ímpar!

 

O tender de porco no natal, data sagrada!

Ao melaço de cana, ao mel e aos cravos, é delicioso!

Que mal há em comer carne suína?

Não comem carne de gado?!!

 

Dizem, que é preceito religioso!

Que os judeus têm uma lista de animais impuros,

Impróprios para o consumo judaico; pena que se consomem,

Distanciando-se de todos os outros povos em involução endogâmica burra limitada!

 

Esta lista de animais impuros, que não contempla o homem, é claro,

É como a lista de Shindler,

Animais que seriam postos à morte?!!

Sem a prerrogativa de consumir-se!

 

Resta salientar que os indianos não comem carne de gado, por ser um animal sagrado mas ainda missigenam-se com elefantes dentro de seus preceitos religiosos!

 

Autor: Eduardo Gomes
Data: 03/05/2005


 
 

Categorias Poéticas:


Eduardo Gomes          Tel.: 55 - 71 - 98148.6350     Email: ebgomes11@hotmail.com